A EPISIOTOMIA SOB A PERSPECTIVA DA MEDICINA BASEADA EM EVIDÊNCIAS

Gabriela Zogbi Bueno

Resumo


O estudo tem como propósito reunir evidências científicas atuais sobre episiotomia com a finalidade de promover embasamento teórico ao profissional gestor/auditor/perito diante da seguinte problemática: uma parcela dos profissionais (médicos obstetras e enfermeiros obstetras) defende e pratica a episiotomia de rotina, outra parte nunca a realiza e outra, a executam de forma seletiva, o que tem gerado polarização de opiniões e condutas, aumentando o descontentamento da sociedade quanto ao parto vaginal e consequentemente elevando o número de processos judiciais em obstetrícia. Esta pesquisa responde às seguintes questões: quais são as evidências científicas sobre episiotomia?Qual é a importância do diálogo entre profissional e parturiente para definir intervenção cirúrgica no parto? Como diminuir processos judiciais em obstetrícia? Como método realizou-se um estudo descritivo com abordagem qualitativa de dados por meio de revisão bibliográfica retrospectiva. Os resultados encontrados indicam que o procedimento episiotomia não deve ser empregado como rotina em todos os partos normais. Caso o profissional de saúde decida por optar pela episiotomia, deve descrever em prontuário sua indicação e se houve consentimento da parturiente.



Palavras-chave


Medicina Baseada em Evidências; Auditoria Clínica; Obstetrícia; Episiotomia.

Texto completo:

PDF


Essa revista é melhor visualizada no navegador MOZILLA FIREFOX.

ISSN: 2175-1323 - R. Saúde públ. Santa Cat. Florianópolis, Santa Catarina - Brasil