A construção do Sistema Único de Saúde em Santa Catarina

Flavio Ricardo Liberali Magajewski,

Resumo


O texto é uma adaptação da dissertação defendida pelo autor em 1994 no Programa de Pós-Graduação em Administração da Universidade Federal de Santa Catarina, sob o título “Seletividade Estrutural e a Construção do Sistema Único de Saúde em Santa Catarina no período 1987-1991”. Procura recuperar, no período estudado, a dinâmica social ocorrida em torno dos interesses contrários e a favor da reforma do Sistema Nacional de Saúde estruturado no período autoritário. A partir do referencial teórico disponível e dos atores sociais no âmbito nacional, o autor identifica representantes das diversas correntes em disputa no plano estadual, a maioria dos quais instituídos de cargos na estrutura estadual e federal do setor saúde existente, especialmente a Superintendência do Instituto Nacional de Assistência Médica da Previdência Social, a secretaria Estadual de Saúde, o Departamento Autônomo de Saúde Pública e a Fundação Hospitalar de Santa Catarina. Recuperando falas e opiniões dos entrevistados, a história desse período desvela os conflitos ocorridos no período, indicando a forte reação corporativa da categoria médica e a divisão político-ideológica que marcou as posições dos atores sociais que construíram a política nacional de saúde no âmbito estadual.


Palavras-chave


Sistema Único de Saúde; Santa Catarina; Políticas Sociais; Reforma dos Serviços de Saúde; Reforma do Estado. Unique System of Health; Santa Catarina; Social politics; The Reformation of the Services of Health; The Reformation of the State.

Texto completo:

PDF


Essa revista é melhor visualizada no navegador MOZILLA FIREFOX.

ISSN: 2175-1323 - R. Saúde públ. Santa Cat. Florianópolis, Santa Catarina - Brasil