Dificuldades nos Cuidados ao Recém-Nascido: Realidades de Puérperas Primíparas

Katiuscia Danyla Carvalho Lima Lopes, Joaquim Guerra de Oliveira Neto, Guilherme Guarino de Moura Sá, Dilma Aurélia de Carvalho, Marilza Martins Monteiro, Maria do Carmo de Carvalho e Martins

Resumo


Este artigo objetiva avaliar as dificuldades encontradas por puérperas primíparas nos cuidados ao recém-nascido. Trata-se de um estudo descritivo, transversal, com 50 puérperas primíparas do setor obstétrico de um hospital público de Floriano-PI. Todas as participantes do estudo relataram a realização de pré-natal. Quanto às dificuldades relacionadas aos cuidados de higiene e conforto com o recém-nascido, realizar limpeza do umbigo foi referida por 62% das mulheres, dar o banho nos recém-nascidos por 52% das mães, escolher as roupas para o bebê por 46%. Elevada proporção de puérperas (40%) tinha dificuldades para amamentar e em cuidar das mamas (82%).  Grande parte das mães tinha dificuldade na realização de cuidados com o recém-nascido. Conclui-se que há necessidade de adequar ações de educação em saúde voltadas ao preparo das mulheres para os cuidados com o recém-nascido.


Palavras-chave


Relações Mãe-Filho; Comportamento materno; Higiene; Cuidado do lactente; Aleitamento materno.

Texto completo:

PDF


Essa revista é melhor visualizada no navegador MOZILLA FIREFOX.

ISSN: 2175-1323 - R. Saúde públ. Santa Cat. Florianópolis, Santa Catarina - Brasil